Answer Questions

Labels

A Árvore das Lágrimas
Nassem Rakha - Ed. Suma









Editora: Suma de Letras
Autor: Nasseem Rakha
Ano: 2011
Número de páginas: 325




“Ela jamais conseguiria explicar por que tinha escrito aquela carta – não para os vizinhos e as pessoas da igreja, não para sua irmã e, especialmente, não para Nate. Ele jamais entenderia. E, de qualquer maneira, ela tinha sido obrigada a lidar sozinha com o próprio desespero, então só faria sentido se sua redenção também fosse privada.” – Página 130

Se eu tivesse que definir em poucas palavras esse livro, definiria como um “História sobre Perdão”. Mas mesmo assim ainda ficaria incompleta demais. É um livro sobre perdão, sobre família, sobre pontos de vista diferentes.

Irene e Nate Stanley construíram uma família unida e sempre se contentaram com a simplicidade de onde moravam, um lugar onde seus filhos Bliss e Shep estavam sempre cercados de família. Até que um dia Nate chega e anuncia uma mudança, para uma cidade maior e melhor, faz promessas de uma vida melhor.

A mudança mostra-se teoricamente boa, até que Shep é morto a tiros dentro de casa. E então a vida nunca é a mesma. Mesmo com o assassino preso na cadeia e no corredor da morte, a família fica destruída e destroçada, principalmente Irene. Bliss a filha mais nova acaba indo parar na faculdade do outro lado do país, Nate se fecha em um casulo e Irene se auto-destroi todos os dias.

Até que um dia, uma carta muda tudo.

Bom, vou parar por aqui. A divisão do livro é muito interessante, é divido em duas partes. A primeira vai alternando capítulos, um do tempo atual da história e outro contando o passado dos personagens. A segunda parte é escrita no tempo real da história. E o bom de não ser em primeira pessoa, é que você pode ver todos os lados da situação, todos os pontos de vista, e nesse caso em especial é o que de certa forma faz o livro ser único, porque a versão de cada personagem completa a história.

Horas temos a versão de Irene, de Nate, a filha mais nova Bliss, a versão do assassino e até mesmo a versão dos promotores, isso faz com que vocês sinta ódio, pena, frieza e se afeiçoe a cada versão. A história também traz assuntos fortes como brigas familiares, suicídio, homossexualismo, estupro e assassinato, o que torna o livro pelo meu ponto de vista um livro mais adulto.

 Final do livro te deixa arrepiada, eu não sabia se chorava ou se ria, se ficava feliz ou morria de raiva. Enfim é um livro capaz de mexer com você por completo. Tive que ficar alguns dias sem ler ara digerir o livro todo. Mas com certeza recomendo pra quem gosta de um bom livro de drama e suspense.

Quer mais um quote?

“Queria cuspir. Ou chorar. Talvez bater em alguma coisa. As três coisas seriam boas, pensou.” – Página 336

Eu não posso dar mais nenhum quote, porque os melhores são Spoilers. 

Classificação

 Psiu!
Silêncio Que Eu To Lendo!!

Posts Relacionados

 
COPYRIGHT © NOVEMBRO 2014 Silêncio Que Eu To Lendo...
LAYOUT DESENVOLVIDO POR JÉSSICA GUEDES | ILUSTRAÇÕES POR JULIANA RABELO.