Answer Questions

Labels

L.A. Candy - Lauren Conrad
Ed. Galera Record
Clube dos Primeiros Leitores








Editora: Record
Autor: LAUREN CONRAD
Ano: 2011
Número de páginas: 320




“Obviamente, a melhor forma de esquecer um homem é conhecer outro. Talvez Jane tivesse sorte em Los Angeles – talvez hoje a noite? Deve haver milhares de caras bonitos e disponíveis em uma cidade tão grande, certo?” – Página 23

Jane Roberts acaba de largar a faculdade e ir para Los Angeles em busca de um estágio, levou na bagagem nada mais nada menos que um coração partido e uma melhor amiga. O que ela menos esperava era que em uma noite sua vida mudaria. Ela acaba sendo convidada para participar de “L.A. Candy” um reality show, que é uma versão mais jovem e leve de “Sex And The City”. Scarlet melhor amiga de Jane, é simplesmente linda, mas dona de uma mente brilhante e humor tão irônico quando a grandeza de sua beleza. Juntas vão viver uma nova e não planejada vida dentro de “L.A. Candy” – Tudo menos doce.

Quando peguei L.A. Candy para ler não sabia direito sobre o que e livro era. Só tinha muitas indicações de que o livro era uma delícia e super leve Diga-se de passagem, do Will. E a leitura não se revelou outra coisa a não ser um livro cativante, fácil de ler e adorável. É extremamente impossível não se reconhecer em Jane ou em Scarlet.

Jane é doce e ingênua, me fez criar um instinto de proteção com relação a ela. E ela também garante algumas risadas, ela mesma se atrapalha toda algumas vezes, sem contar suas peripécias em seu estágio. Scar Já me sinto íntima... é irônica, é uma personagem que cria uma convivência duvidosa, algumas vezes cheguei a duvidar se gostava ou não dela, mas com o passar da história se mostra adorável.

As duas vivem uma reviravolta em suas vidas quando entram para o reality show, e depois que terminei o livro fui ver que quem escrevia fez um reality show, então os detalhes são muito bacanas, e reais. Eu literalmente me perdi no mundo que o livro propõe, eu nem sei como explicar como isso aconteceu, mas apesar de ser um mundo totalmente alheio ao que vivemos, eu me senti envolta nele. Vocês me entendem, não?

Existem momentos mais tensos, em que seu queixo cai e você fica “O que? Como assim?”, mas eles só alimentam uma trama bem tecida, os detalhes são revelados na hora certa e eu me vi surpreendida quando menos esperei. O romance também está no ar e é inacreditável como te faz suspirar, um amor jovem e complicado. Do jeito que a gente gosta, sabe?

O ÚNICO ponto onde existe um pecado gigante é no final. Deixe-me tentar me explicar... O final é aberto demais, como é série ela deixou o livro em um ponto crucial. Sei que agora eu vou roer minhas unhas até o próximo ser lançado aqui no Brasil. Para quem leu “Crescendo” é a mesma sensação de abandono no final da série. Já estou sentindo falta de Jane e Scar e toda a trupe da gravação de “L.A. Candy”.

O livro é daqueles cheio de quotes bacanas, escolhi um bem engraçado para o começo da resenha, mas não poso deixar de dividir mais um com vocês.

“- (...) Enfim, acho que nunca descobrimos quem realmente somos sem nos colocar em um ambiente completamente diferente. Somos quem somos por causa do lugar em que crescemos e com quem crescemos. Quis escapar disso, para descobrir quem sou quando estou sozinha.” – Página 217
Classificação 4/5
Esse livro eu ganhei no Clube dos Primeiros Leitores, que é organizado no Blog da Galera Record. AQUI


 Psiu!

Silêncio Que Eu To Lendo!!

Posts Relacionados

 
COPYRIGHT © NOVEMBRO 2014 Silêncio Que Eu To Lendo...
LAYOUT DESENVOLVIDO POR JÉSSICA GUEDES | ILUSTRAÇÕES POR JULIANA RABELO.