Answer Questions

Labels

Nêmesis - O Retorno de Astarot
Diogo de Souza
Ed. Dracaema









Editora: Dracaena
Autor: Diogo de Souza
Ano: 2011
Número de Páginas: 362





“O fato é que a liberdade de escolha não é uma ilusão. Ela é real, sim, e, na verdade, é uma das únicas coisas reais que existe. As pessoas podem, como elas acreditam, mudar todo o futuro do mundo com apenas um gesto.” – Página 238

Quando Johnathan Masters descobriu a magia aliou-se a Astarot, um antigo e poderoso demônio para conseguir vida eterna. Ensinou toda sua descendência a utilizar a magia e a família Masters não só aprendia a magia, mas tinha uma aptidão de nascença o que os torna os maiores magos. E com o poder vem junto as corrupções, os abusos de poder e o pensamento de que podem controlar todos que os cercam. Johnathan avisou-os mais de vezes que eles não deviam interferir do destino humano, porém ninguém o ouviu. Então ele decidi matar todos os descendentes Masters.

Ariel não é descendente direta de Johnathan, mas sua mãe e seu padrasto sim e quando Johnathan mata-os ela jura vingança. Quando procura Mark Máster para contar o que lhe aconteceu, a casa dele também é atacada e ela acaba por salvá-lo. E então juntos eles tem a missão de deter Johnathan antes que ele mate a todos.

Em contra partida, já que um capítulo da historia mostra a batalha de Ariel e Mark contra Johnathan e Astarot e outro uma história atual. Uma profecia é lançada e diz que Astarot e Johnathan serão despertados do feitiço que os prende.

Isabela é uma jovem que acreditava que vivia uma vida normal, até que sua vida dá um giro e ela descobre que sua mãe era uma antiga bruxa estelar, que existe um magoa trás de seu sangue e outro querendo matá-la. Mas em meio a tudo isso existe também Cris, que está disposto a salvá-la de toda essa loucura, o problema é que ela não sabe em quem acreditar de verdade!

O que dizer sobre o livro. Ele demorou um pouquinho para engatar a história, não sei se fui eu que estava meio desatenta, mas eu achei um tanto confuso e com muita informação. Demorei a entender quem era quem e quem era bom e quem era mal. Mas depois de alguns capítulos, que são bem curtinhos, eu me acostumei e devorei o livro.

Além da temática que achei simplesmente genial e super diferente, um detalhe me fez amar o livro, a narrativa. Ela é diferente do que vemos por aí, nos momentos de tensão ela é super rápida e dr frases curtas, o que deixava minha mão suando, eu tinha que prender a respiração e devorar o trecho senão parecia que ia ter um siricotico. Eu simplesmente amei esse detalhe. Vou dar um exemplo:

“Mark deu passo para trás.
Astarot deu um salto.
Ariel levou a mão a boca. Ainda segurava um vento.
Mark colocou-se a frente dela
Astarot voou pelo ar na direção dele.” – Página 85

Deu pra entender o desespero – no bom sentido – que o livro causa? E depois a narrativa volta ao normal.

Já fiz um elogio a temática. E volto a dizer achei super original, nunca tinha lido NADA parecido em questão de bruxas, magias e feitiços. Adorei cada detalhezinho. Gostei tanto que estou tentando segurar um vento na mão até agora? Não entendeu? No livro a magia é fonte dos elementos básicos e um deles é o vento, então várias vezes os personagens seguram e usam o vento. E tem uma parte no livro que teoricamente ensina como segurar um vento e eu fiquei que nem boba tentando segurar o vento. Finjam que não leram isso!

Esse livro é um bom exemplo de um livro que me convenceu. A capa que eu sempre achei linda só valorizou depois que terminei a história, pois ela combina totalmente com o livro. E depois tem o final, eu já desconfiava de uma coisa, mas não tinha certeza, só posso dizer que o final foi muito bacana e leal aos personagens. Não vou falar mais pra não estragar!

Classificação 5/5


Vou brigar por um exemplar pra vocês. Eu quero fazer uma promoção desse livro. Porque eu tenho certeza que vocês vão amar!

Confira a entrevista com o autor AQUI



Posts Relacionados

 
COPYRIGHT © NOVEMBRO 2014 Silêncio Que Eu To Lendo...
LAYOUT DESENVOLVIDO POR JÉSSICA GUEDES | ILUSTRAÇÕES POR JULIANA RABELO.