Answer Questions

Labels

Resenhas Desafio Realmente Desafiante Mês: MARÇO













Editora: Danprewan
Autor: Lycia Barros
Ano: 2010
Número de Páginas: 251
Skoob 




"A Bandeja" conta a história Angelina, uma jovem que larga o conforto de sua casa pela busca de seus sonhos.  Muda-se para uma nova cidade e passa a frequentar uma faculdade onde se decepciona com a realidade, mas se encanta com seu professor, e então começa a trilhar um caminho estreito entre seus valores e a realidade.

Peguei  “A Bandeja” em um momento bem critico para se ler. Eu tinha acabado de ler Jogos Vorazes, ou seja, o menino do Pão tinha acabado de ganhar meu coração Minha resenha de JV sai terça que vem! .Então me encontrei em um momento crítico, onde qualquer coisa parecia meio sem sal na minhas mãos. MAS, teve um ponto que me incomodou muito em JV que foi a falta de um Deus. Não vou entrar em detalhes, vou deixar para a resenha. Mas fiquei incomodada, pois li três livros sem nenhuma menção a uma entidade maior.

Nunca achei necessário expor minha religião, e continuo não achando, mas vou explicar, eu sou evangélica, não praticante. Tipo, uma ovelha desagarada. Mas algumas coisas me incomodam, e foi o que aconteceu em JV, fiquei incomodada com um livro que achei maravilhoso não ter nenhum ser divino. E fiquei me perguntando se era isso mesmo! Chegou-se o tempo onde não precisamos mais de um Deus?

E “A Bandeja” veio como que por milagre acalentar meu coração. O livro claramente é cristão, começando pelo nome. Com uma história que tem tudo para ser morna, e água com açúcar, o livro tornou-se um história bem desenvolvida e arquitetada, e isso é praticamente tudo que posso dizer sobre o livro para não estragar a história.

O livro prendeu minha atenção do começo até o final, e até as coisas que me pareciam obvias foram enriquecedoras. Vale também parabenizar a escritora e a editora pelo trabalho que tiveram com o livro, li encantada com a história e fui fisgada pelos personagens, mas em momento algum fui incomodada por erros ou por uma narrativa cansativa.

Acho que qualquer pessoa pode e deve aprender com seus erros. Parabenizo Lycia Barros por contar uma história cristã em tempos onde cada vez mais os jovens se acham autossuficientes e capazes de viver sem crer em nada além deles mesmos.


E livro tem uma edição nova com uma capa maravilhosa! 


P.S.: Teoricamente eu e a Lycia Barros, somos da mesma Igreja Sara Nossa Terra!

Classificação: 5/5












Resenha da Rafa!






Editora: Arqueiro
Autor: Collen Houck
Ano: 2011
Número de Páginas: 352





“Seu corpo inteiro se manteve no ar durante vários segundos, com as pernas estiradas à frente e atrás. Era um animal magnífico” Página 27

A Maldição do Tigre é uma obra de romance/aventura que tem autoria de Colleen Houck, e que conta a história de Kelsey, uma adolescente órfã que se sente solitária e vive na cidade de Oregon/EUA, com seus pais adotivos. Para custear a faculdade, Kelsey acaba conseguindo um emprego em um circo em que dentre outras atividades, ela tem que alimentar o tigre branco que é a tração principal desse circo.

Assim que conhece Dhiren, o tigre, Kelsey sente uma estranha conexão e afeição por ele e com o decorrer dos dias ela acaba passando cada vez mais tempo ao lado do misterioso e lindo tigre de olhos azuis. Até que um dia, quando vai fazer uma de suas visitas rotineiras a Ren (como ela costuma chamá-lo) percebe a presença de um distinto senhor (Kadam) que se diz empregado de um milionário apaixonado por tigres e que seu patrão deseja comprá-lo e libertá-lo em uma reserva na Índia. Kelsey sente-se feliz pelo animal e ao mesmo triste com a separação, até que o senhor Kadam pede que ela faça a viagem com ele para a Índia, a fim de cuidar do bem estar de Ren, já que ela tem bastante afinidade com ele. Ela acabada aceitando a proposta, embarca para a Índia e lá é informada que Dhiren não é apenas um tigre e sim um príncipe indiano amaldiçoado por um mago há mais de três séculos e que ela poderia ser a única a conseguir quebrar essa maldição.

Arrebata por seu tigre e ao mesmo tempo confusa Kelsey embarca numa aventura pela Índia e entre mitos, profecias e perigos ela se descobre apaixonada pelo homem por trás do tigre.

O romance entre eles é bem sutil, daqueles de proporcionar grandes suspiros aos leitores, mas ao mesmo tempo envolto por conflitos que me fizeram querer entrar na história e das uns puxões de orelha na Kelsey.
A leitura é tranquila e ao mesmo tempo recheada de detalhes sobre a Índia, que tem mitos e templos muito interessantes e uma culinária que dá água na boca.

No fim eu fiquei um pouco aborrecida, mas depois de refleti achei um bom final, a autora conseguiu definitivamente me fazer roer as unhas e esperar ansiosamente pelos próximos capítulos dessa encantadora saga.

“Aqueles olhos eram hipnóticos. Eles se fixaram em mim, quase como se o tigre estivesse examinando a minha alma.” Página 34

Classificação: 4/5






E você Participa do Desafio?
Fez sua Resenha?
Link no sapinho aqui em baixo!


Posts Relacionados

 
COPYRIGHT © NOVEMBRO 2014 Silêncio Que Eu To Lendo...
LAYOUT DESENVOLVIDO POR JÉSSICA GUEDES | ILUSTRAÇÕES POR JULIANA RABELO.