Answer Questions

Labels

Eu Acho Que... #3
Obrigada! Por Dizer NÃO!

Aviso desde já: Mais uma coluna bem louca, sem pé e nem cabeça! =D


Eu Acho Que... É a coluna aleatória do Silêncio Que Eu To Lendo onde você encontra a OPINIÃO da Clícia sobre alguma coisa ou qualquer coisa. Prontos para saber o que eu acho?  

É. Bom acho que esse post é um tanto especial. Nasceu de uma  conversa internavulgo: briza, que virou uma conversa com amigas e depois mais tarde no quentinho do meu quarto que acabou virando um tema pra coluna. Eu sou quem sou, graças aos meus avós e aos meus pais. E NUNCA em outra idade ou um pouco menos madura diria o que vou dizer, mas: Obrigada! Por dizer não!



Hoje eu tenho 22 anos, bem vividos, com muitas idas e vindas emocionais. Mas imaginem se meu pai tivesse dito sim a todas minhas loucuras: Eu estaria aqui? Bem provável que não! Posso ouvir a Camila, a Carol, e muitos amigos meus rindo, posso ouvir você rindo! Mas se meu pai não tivesse dito não, hoje eu seria uma hippie, toda tatuada, careca, cheia de piercing e bem provável fosse uma completa louca Sim! Mais do que já sou!

Com 15 anos, quis pintar os cabelos de vermelho. Meu pai disse não. Quando fiz 17 pintei, meu cabelo ressecou e eu odiei. Desisti e resolvi ficar com os cabelos naturais. Aos 21 fiz luzes, gostei mas não refiz nunca mais. Se meu pai tivesse deixado eu pintar os cabelos de rosa, roxo, lilás, azul, preto ou qualquer outra cor como eu quis Não que meu cabelo já não tenha sido de nenhuma dessas cores! Acredite ele foi! Mas no tempo certo. Hoje com certeza eu estaria careca.

Se meu pai tivesse liberado para fazer quantas tatuagens eu quisesse hoje seria literalmente um gibi ambulante. Hoje com 22 quero fazer a minha primeira, mas com toda certeza de que é isso que quero pra minha vida.

Se meu pai, não tivesse surtado quando coloquei meu piercing e me enchido tanto que depois de um tempo eu tirei, eu com certeza teria outro 20 buracos no corpo! Imagine só! Ia ser toda furada!
Se meu api não tivesse cortado minha onda quando decidi virar hippie e não pentear os cabelos...Não quero nem pensar!

Imagine só! Hoje vejo uma geração onde meninas engravidam aos 15. Onde todo mundo faz o que bem quer e bem entende. E dou graças por ter tido uma criação mais fechada! Por ter sido inocente até bem tarde, aos 12 eu ainda pedia bonecas! E posso lembrar até hoje, enquanto algumas meninas estavam preocupadas com meninos eu estava preocupada com o episodio de Power Rangers da semana!

Tá bom! A real de eu estar aqui? Essa semana eu recebi um tweet de uma menina de 13 anos me pedindo conselhos amorosos! OMFG! Cadê os Power Rangers em uma hora dessas! Falei para ela que nessa idade eu estava preocupada com bonecas e estudo. Poxa! Vai ler um livro.

Então vou ficar feliz se alguém ler essa coluna e entender a importância de ouvir uns bons e sonoros nãos! E eu espero um dia poder ser metade do que meus avós e pais foram para mim, com um filho meu! Não que eu não vá sair por aí dando altos berros e maldizendo os céus. Mas espero que um dia eu possa me ver espelhada neles. E que esse dia demore de chegar! Porque eu ainda tenho umas tatuagens pra fazer, uns piercings pra colocar e algum cabelo para destruir. Mas repito: Power Rangers tem a força! YES! Power Rangers são heróis, juntos eles formam os poderosos megazordes, o mundo precisa de vocês!

Deixo com vocês: Pais e Filhos - Legião Urbana
"Sim pai! Hoje eu entendo!Ou pelo menos acho que entendo a música!"
(Uma Homenagem ao meu pai! Por eu não ter me tornado uma hippie, careca, tatuada e cheia de buracos!)









P.s.: Essa coluna não significa que eu nunca tenha ficado chateada com as escolhas dos meus avós/pais! Ou que eu tenha ceitado tudo muito bem! Muito pelo contrário! Mas no final: Eles só queriam meu bem! 

Posts Relacionados

 
COPYRIGHT © NOVEMBRO 2014 Silêncio Que Eu To Lendo...
LAYOUT DESENVOLVIDO POR JÉSSICA GUEDES | ILUSTRAÇÕES POR JULIANA RABELO.