Answer Questions

Labels

O Resgate do Tigre - Collen Houck
Ed. Arqueiro
Resenha by Rafaela Lima







Editora: Arqueiro
Autor: Collen Houck
Ano: 2012
Número de Páginas: 352
SkoobResenha by Rafaela Lima







A história (re)começa com Kelsey voltando para casa e recebendo várias recompensas por seu "trabalho" na Índia, mas mesmo com carro novo, casa, faculdade quitada e outras coisinhas mais, Kels sente o peso de suas escolhas, ou seja, sente muita falta do seu Tigre. E entre pensamentos melancólicos, encontros com outros rapazes e muitas saudades, Ren vai correndo para pertinho de Kelsey.

"Parado a entrada da casa estava o homem mais lindo do planeta. Meu coração parou e em seguida disparou num galope trovejante dentro do meu peito." (p.55)

Aí começa a parte que me deixou um pouco impaciente, Ren fica do ladinho de Kelsey por mais ou menos seis capítulos e depois tanto cuidado, tantos poemas, beijos e declarações ele percebe que seu inimigo e responsável pela maldição, Lokesh, está por perto e, para proteger melhor sua amada, manda buscar reforço; Adivinhem quem é? Sim! O tigrão metido a engraçadinho, lindo, moreno e sensual, Kishan.

"[...] - Bem, boa noite bilauta.
apoiei-me no cotovelo
- O que significa isso Kishan? Você nunca me disse?
-Significa "gatinha". Achei que, se somos os gatos, você tem que ser a gatinha.
- Ah, Mas não diga mais isso perto de Ren. Ele fica com raiva.
Ele sorriu.
-Por que você acha que eu digo? Até amanhã. [...]” (p. 165)

E é com a chegada do Tigre negro que a história começa a ganhar velocidade, pois numa fuga pela floresta Kishan, Ren e Kelsey são atacados pelos capangas de Lokesh, Ren acaba sendo sequestrado e Kishan e Kels acabam voltando para a índia sozinhos. Chegando lá eles encontram o Sr. Kadam (ou melhor, SUPER Kadam) que é uma enciclopédia humana, inclusive, me peguei várias vezes com os olhos arregalados de curiosidade por suas histórias e desejei muito conhecer alguém com tanto conhecimento sobre TUDO.

Junto com o Sr. Kadam, Kels e Kishan trabalham em desvendar a profecia e quando isso acontece (depois de muitas aulas de história), vão em busca do próximo presente que quebrará mais uma parte da maldição e de respostas que possam ajudar a encontrar Ren.

Bem, a primeira observação que eu fiz foi que a autora em algumas vezes me faz sentir como se eu estivesse lendo Twilight, eu sei que Houck é fã de Twilight e até teve saga como inspiração de seus livros e por isso eu mantive a mente aberta e tentei ao máximo não forçar comparações, só que em alguns momentos a teimosia e obsessão de Ren em proteger a Kelsey e as brincadeiras insinuantes de Kishan me fizeram lembrar o triângulo amoroso de Twilight. Mas, por outro lado a autora caprichou na aventura que em minha opinião é o ponto forte do livro, a riqueza de detalhes com que ela trata dos mitos e dos momentos de ação, deixam a sensação de que você está vendo um filme, além de despertarem a curiosidade em buscar sobre os assuntos em outras fontes.


Por fim, eu fiquei ansiando por mais histórias e o desfecho da história... Ah, esse me fez derramar algumas lágrimas, ficar confusa e muito, mas muito instigada a ler os próximos volumes.

Classificação: 4/5






Posts Relacionados

 
COPYRIGHT © NOVEMBRO 2014 Silêncio Que Eu To Lendo...
LAYOUT DESENVOLVIDO POR JÉSSICA GUEDES | ILUSTRAÇÕES POR JULIANA RABELO.