Answer Questions

Labels

Pode Apostar... # 57

O "Pode Apostar" é uma coluna do Blog Silêncio Que Eu Tô Lendo, onde a Rafa, mostra as novidades literárias e Aposta ou não! Psiu! Você Pode Apostar ou Não!


Oi gente linda, cheirosa e sensual #Ui!
Como vocês têm passado?

Como essa é a semana das crianças, resolvi trazer apostas que envolvessem essa temática, olhem só o que eu achei:








Editora: Dracaena
Autor: Frances Hodgson Burnett
Ano: 2012
Número de Páginas: 312
Skoob
Sinopse: O Jardim Secreto conta a história de Mary Lennox, uma menina mimada e arrogante. A típica criança que provavelmente você não convidaria para a sua festa de aniversário ou não sentaria ao lado dela na sala de aula.
Depois de perder os seus pais ainda muito nova, ela é enviada à Inglaterra para viver com seu tio. Mal sabe que essa mudança irá transformar a ela e todos a sua volta por completo.
O Jardim Secreto é um livro maravilhoso sobre amizade, afeto, cura e transformação. Mágico e envolvente, uma leitura carregada de lições que guardaremos por toda a vida.
Um livro que une gerações. Desvende com Mary e seus amigos o mistério desse Jardim.

Por que:
Fiquei encantadinha com essa capa, parece de conto de fadas. E gostei muito da proposta da estória. Quem sabe eu posso até pedir de presente de dia das crianças. #Sonha; rsrsrs






Editora: Suma de Letras
Autor: Lorenza Ghinelli
Ano: 2012
Número de Páginas: 200

Sinopse: Denny Possenti tem sete anos de idade, mãe dependente química, pai louco e alcoólatra, colegas que o maltratam e o julgam um idiota. Quando está sozinho, para tentar superar a eterna sensação de medo, inventa histórias inquietantes. Seu único amigo é alguém que se autodenomina Homem dos Sonhos, um velho maltrapilho, cruel, sempre com uma bengala na mão. Se alguém abusa de Denny, o Homem dos Sonhos sempre aparece. E se vinga. Pietro tem 14 anos, é autista e tem um talento extraordinário para desenhar. É a única pessoa que testemunhou o desaparecimento misterioso de quatro meninos. Sua forma de comunicar o que sabe é desenhar o que viu. E o que Pietro viu é de gelar os ossos. Ninguém acredita nele, exceto sua educadora profissional, Alice: os desenhos tiram seu sono e a jogam em um pesadelo, trazendo a lembrança de algo que ela há muitos anos tinha tentado eliminar. Mas o passado retorna e agride. 
Impiedoso e onírico, O devorador não dá escapatória ao leitor, arrastando-o em um sonho angustiante e opressivo, no qual é impossível distinguir a realidade da ficção.

Por que: 
Só de ler essa sinopse já fiquei meio assim: Oo.
Para mim o mestre em me deixar com medinho é o Stephen King, mas essa autora aí conseguiu me deixar no mínimo pensativa e com muita vontade de “devorar” essa obra. 


Beijinhos










Posts Relacionados

 
COPYRIGHT © NOVEMBRO 2014 Silêncio Que Eu To Lendo...
LAYOUT DESENVOLVIDO POR JÉSSICA GUEDES | ILUSTRAÇÕES POR JULIANA RABELO.