Answer Questions

Labels

Pode Apostar... # 61

O "Pode Apostar" é uma coluna do Blog Silêncio Que Eu Tô Lendo, onde a Rafa, mostra as novidades literárias e Aposta ou não! Psiu! Você Pode Apostar ou Não!






Editora: Galera Record
Autor: Scott Westerfeld
Ano: 2012
Número de Páginas: 365
Skoob
Sinopse: Scott Westerfeld, autor da série Feios, reinventa aqui a Primeira Guerra Mundial em uma narrativa steampunk. Em lados opostos, mekanistas lutam com aparatos mecânicos movidos à vapor e darwinistas usam imensos animais geneticamente modificados, e adaptados para a batalha. Alek Ferdinand, príncipe do império austro-húngaro, está sem saída. Perdeu seu título e o apoio do povo, restando apenas um imenso ciclope Stormwalker e um grupo leal de homens. Por outro lado, Deryn Sharp é uma jovem plebeia que se disfarça de homem para ingressar na Força Aérea Britânica. Os caminhos dela e de Alek se cruzarão de maneira inesperada, levando-os a bordo do Leviatã para uma viagem que mudará suas vidas.

Por que:
Esse autor é bem aclamado pelos leitores, andei fuçando em umas ótimas resenhas e gostei muito do que li. A estória se passa em plena Primeira Guerra Mundial e tem uma descrição diferente daquelas que estamos acostumados a ver nos livros, para mim a sinopse é muito bacana, mas foram as resenhas que me fizeram decidir definitivamente que vale a pena conferir esse livro.







Editora: Rocco
Autor: Veronica Roth
Ano: 2012
Número de Páginas: 504
Sinopse: Numa Chicago futurista, a sociedade se divide em cinco facções – Abnegação, Amizade, Audácia, Franqueza e Erudição – e não pertencer a nenhuma facção é como ser invisível. Beatrice cresceu na Abnegação, mas o teste de aptidão por que passam todos os jovens aos 16 anos, numa grande cerimônia de iniciação que determina a que grupo querem se unir para passar o resto de suas vidas, revela que ela é, na verdade, uma divergente, não respondendo às simulações conforme o previsto. A jovem deve então decidir entre ficar com sua família ou ser quem ela realmente é. E acaba fazendo uma escolha que surpreende a todos, inclusive a ela mesma, e que terá desdobramentos sobre sua vida, seu coração e até mesmo sobre a sociedade supostamente ideal em que vive.

Por que:
Acho que vocês já perceberam que as distopias estão muito em alta e eu confesso que tenho uma grande simpatia por elas, depois dos livros de literatura fantástica  as distopias são as minhas favoritas, sempre acabo viajando junto com o autor e filosofando sobre as estórias contadas.
Divergente me pegou pela capa, mas principalmente pela sinopse que por si só já me cativou, sem precisar ler nenhuma resenha.

E por hoje é isso gente. Não se esqueçam de comentar :)
Beijos!

Posts Relacionados

 
COPYRIGHT © NOVEMBRO 2014 Silêncio Que Eu To Lendo...
LAYOUT DESENVOLVIDO POR JÉSSICA GUEDES | ILUSTRAÇÕES POR JULIANA RABELO.