Answer Questions

Labels

Pode Apostar... # 65

O "Pode Apostar" é uma coluna do Blog Silêncio Que Eu Tô Lendo, onde a Rafa, mostra as novidades literárias e Aposta ou não! Psiu! Você Pode Apostar ou Não!






Oi lindos! *--* 
Como vocês estão? 
Hoje eu trouxe dois livros nacionalíssimos, muito legais e espero que curtam tanto quanto eu. Vamos lá?









Editora: Novo Conceito Jovem
Autor: Maria Fernanda Guerreiro
Ano: 2012
Número de Páginas: 272
Skoob
Sinopse: Sensível e tão real a ponto de fazer você se sentir parte da família, A filha da minha mãe e eu conta a história do difícil relacionamento entre Helena e sua filha, Mariana. A história começa quando Mariana descobre que está grávida e se dá conta de que, antes de se tornar mãe, é preciso rever seu papel como filha, tentar compreender o de Helena e, principalmente, perdoar a ambas. Inicia-se, então, uma revisão do passado – processo doloroso, mas imensamente revelador pautado por situações comoventes, personagens complexos e pequenas verdades que contêm a história de cada um.



Por que: 
A capa não me chamou muita atenção, mas essa sinopse já supera qualquer capa acredito que cada um de nós temos uma relação diferente com nossas mães, e acho muito massa ler sobre isso, para comparar as relações e quem sabe, aprender algumas coisas. Além disso, o livro é tem poucas páginas (o que é muito bom para mim que estou completamente sem tempo de ler livros maiores) e as resenhas que eu fucei estão elogiando bastante o trabalho da autora.









Editora: Novas Ideias
Autor: Enderson Rafael
Ano: 2010
Número de Páginas:  160



Sinopse: Podem dois irmãos adotivos se apaixonarem um pelo outro? Caroline e Leandro são dois adolescentes de uma bem resolvida família de classe média, ele adotado, ela filha biológica do casal Marco e Lúcia. Diante dos conflitos da adolescência, do colégio, do vestibular, ambos se veem diante de mais um dilema: um amor impossível e todas as consequências da busca pela felicidade ao lado da pessoa amada. O desafio dos dois em entenderem o que passa consigo mesmo, em enfrentar os pais, a sociedade e sua própria consciência é exposta neste romance honesto, ágil e de final surpreendente.


Por que: Faz um tempão que eu não leio um romance e nada melhor do que recomeçar lendo um brasileiro, além disso, as circunstâncias dos personagens (irmãos não biológicos), me deixaram curiosíssima para saber como será o desenrolar dessa estória.



Posts Relacionados

 
COPYRIGHT © NOVEMBRO 2014 Silêncio Que Eu To Lendo...
LAYOUT DESENVOLVIDO POR JÉSSICA GUEDES | ILUSTRAÇÕES POR JULIANA RABELO.