Answer Questions

Labels

Resenha: Uma Curva na Estrada
Nicholas Sparks









Editora: Arqueiro
Autor: Nicholas Sparks
Ano: 2013
Número de Páginas: 304
Skoob




Aquela hora em que você tem mais do que consciência que Nicholas Sparks dificilmente vai te surpreender novamente. Mas tem a plena certeza que sempre vai amar seus livros...

Myles Ryan perdeu sua mulher Missy a dois anos, eles eram um daqueles casais que se conhecem na escola, namoram, se casam e são perfeitos juntos. Então Myles fica simplesmente acabado, só não acaba por sucumbir por conta de seu filho Jonah.

Jonah é um menino doce e amável, mas que acabou negligenciado pelo pai, e na escola acabou não sendo exigido, e quando a professora nova Sarah Andrews, entra em contato com Myles para discutir o atraso de Jonah, ela entende o porque de o menino estar tão para trás da turma.

Myles acaba por se apaixonar por Sarah, e ela por ele, mas dois anos depois da morte de Missy, ele ainda anseia por vingança e por colocar o responsável pela morte de sua mulher na prisão. Quando o responsável pelo acidente de Missy aparece a vida de Myles novamente vira um buraco no qual ele está prestes a se afundar. Apenas o perdão de ambos os lados serão capazes de curar as feridas de Myles e de Sarah.

Mais uma vez posso dizer de consciência tranquila de titio Nicholas escreveu um livro adorável e cheio de amores.

Myles é o típico homem que se apaixonou no colégio por uma menina que vira uma mulher linda e adorável e então do nada a vida dos dois é perfeita e inimaginável. Após o acidente com Missy, Myles se torna um homem duro, que apesar do amor que sente por Jonah, acaba se afundando em sua própria vida. Até um sopro de renovo parece ser capaz de tira-lo.

Sarah também tem um passado conturbado, e morre de medo de Myles não aprová-la. Mas no fundo acaba se envolvendo e vivendo uma história de superação com Myles.

Nesse momento do livro, foi a hora em que a história teve um grande furo. O livro tem partes em que um narrador misterioso explica alguns detalhes, até que cheguemos a conclusão que ele é quem é. O problema é que lá pelo meio do livro você suspira e pelo menos eu tem a sensação de que já sabe quem é. Forcei um pouco a história e "bingo!" já sei quem é!

Os desdobramentos da história tornam apenas o livro mais viciante, porque ele usa elementos que encontramos na nossa própria história, por exemplo, a mãe de Sarah, é uma mãe que se você não tem uma igual, você com certeza tem um amigo que tenha uma mãe igual. E quando você se dá conta o livro já está perto do final!

E não vou deixar de comentar mais uma vez sobre os personagens cativantes de Nicholas. Cada um ganha um espaço na historia e até mesmo Missy que faz uma breve passagem, mas sempre está presente, ganha seu espaço e não se deixa ser esquecida.

Aquela sensação gostosa de viver uma amor em pessoas que se mostravam incapazes de amar, é especialidade do titio Nicholas! Amei! Amei! Amei! Ainda estou com um sorriso bobo no rosto! ;)

Classificação: 5/5


Posts Relacionados

 
COPYRIGHT © NOVEMBRO 2014 Silêncio Que Eu To Lendo...
LAYOUT DESENVOLVIDO POR JÉSSICA GUEDES | ILUSTRAÇÕES POR JULIANA RABELO.