Answer Questions

Labels

Eu Acho Que... #27 - Quando ela fecha os olhos...


Ela sempre fecha os olhos quando gosta de pequenos detalhes. Desde pequena e até a eternidade vai se deliciar com pequenos detalhes que se transformam em instantes de deleite divino. 

Alguns durariam apenas alguns segundos, outros ficariam eternamente gravados em suas pálpebras. Quando ela fecha os olhos, ainda pode lembrar do sorriso mais descarado de seu ex-namorado, não porque acha o sorriso infalível, muito menos pela falta, mas sim porque não quer esquecer a dor que sentiu.

Mas o que ela não sabe é que logo logo essa imagem vai dar lugar a outra. Porque ela tem apenas 22, está apenas começando a entender que guardar a dor dentro dela, não vale a pena.

Com 25, ela vai fechar os olhos, e lembrar das risadas de suas melhores partes, seus pequenos irmãos. Vai lembrar da genuína felicidade de estar sentada em um sofá estranho e cantando desafinadamente com um novo estranho em sua vida e de como tudo parecia uma cena de filme. Vai lembrar de como uma noite com sua melhor amiga em um restaurante qualquer a lembrou de como aprecia a companhia de gente sincera.

Aos 30, ela vai lembrar com carinho de quem passou pela sua vida e deixou uma boa marca. Vai lembrar do dia em que disse "sim". Vai lembrar de ter encarado uma nova e assustadora vida e de como valeu a pena ter aceitado o desafio.

Perto da casa dos 50, vai ter um império cheio de memórias. Felicidades compartilhadas. Alegrias somadas. Gargalhadas que vão ressoar pela eternidade. Choros de alegria por surpresas deliciosas. Dores que a tornaram mais forte.

Mas ela não tem como saber de tudo isso, porque ela só tem 20 e não descobriu como pequenos momentos tornam qualquer pessoa aquilo que ela é. Que o que carrega debaixo das pálpebras, além das lágrimas é quem faz dela o que ela é. Com o tempo vai perceber que amarguras, dores e tristezas só vão torná-la uma pessoa amarga. E que com o tempo o único peso que conseguira suportar é os das lições aprendidas, dos risos verdadeiros, dos amores correspondidos e lembranças de pessoas queridas.

Mas ela vai aprender, quando chegar a hora certa, quando o peso for muito e ela perceber que tem que escolher o que vai carregar. Que não se pode abraçar o mundo com apenas dois braços. E na hora certa ela vai aprender que de braços dados com o alguém o mundo vai ser dela e estar aos seus pés. Mas isso é assunto para uma outra categoria.

3 comentários:

  1. Perfeito!
    Que a gente independente da idade consiga pensar em boas coisas quando fecharmos os olhos

    ResponderExcluir
  2. Perfeito, muito bom o texto! Parabéns.
    Seu blog é um amooor, estou encantada!
    Beijão.
    http://www.garotadolivro.com/

    ResponderExcluir

Me conta o que você achou, ou então o que não achou... E se gostou ou não! ;) Adoro sua opinião!

Posts Relacionados

 
COPYRIGHT © NOVEMBRO 2014 Silêncio Que Eu To Lendo...
LAYOUT DESENVOLVIDO POR JÉSSICA GUEDES | ILUSTRAÇÕES POR JULIANA RABELO.