Answer Questions

Labels

Feliz 2015


Eu não vou chorar, não vou! Mas eu vou confessar que fiquei com os olhos marejados dando adeus a 2014. Porque muita coisa aconteceu. E eu queria dividir algumas delas com você, meu leitor, lindo que junto comigo viu vários forninhos caírem.

Desde 2013, eu venho tentando concertar várias coisas. Muitas delas, não são da minha responsabilidade, mas eu tenho esse problema sabe? De tentar abraçar o mundo todo com só dois braços. E em 2014, eu levei muito na cara, por ser assim.

Mas por um lado, eu acho que 2014 foi um ano de crescimento, de desafios e com certeza uma ano que moldou muito meu caráter. Eu sou outra pessoa. Quando peguei meu caderno de metas, eu consegui cumprir 80% de tudo. E quando reli os outros 20%, elas perderam o sentido.

Em 2014, eu comprei meu primeiro carro, coloquei as prioridades em outros formatos. Reformatei o VAP, para ser um projeto menor, mas que agora cabe na minha vida. Li uma quantidade menor de livros, houveram outras coisas ocupando meu tempo. Perdi o Pingo, e ainda não estou preparada para falar sobre isso. Pela primeira vez em quase 8 anos, fui no túmulo do meu avô e isso me fez um bem danado.

Em 2014, eu conheci gente, que me entende e compreende. Provavelmente gente tão louca ou mais do que eu, mas que pela primeira vez eu não precisei lutar para me adequar. Eles sabem quem eu sou e ponto. Descobri "casa" neles.

Em 2014, eu redescobri meu Deus. Pude respirar um pouco mais aliviada e entender um pouco melhor nossa relação. E espero que em 2015, nossa relação continue sendo firmada e afirmada.

Fiz uma nova tatuagem. A 1ª viagem sozinha de carro. Bati o carro. Briguei com meu pai. Morri de rir, várias vezes. Fui ao teatro. Planejei dominar o mundo e falhei. Joguei na mega-sena e não ganhei. Repensei minha definição de amor. Tive um namorado. Terminei um namoro. Instalei o Tinder no celular. Encontrei conhecidos no Tinder. Morri de rir mais vezes. Retomei o blog, larguei, reformulei e ainda penso sobre seu destino.

2014, foi um ano em que houveram lágrimas, mas também houveram descobertas. Eu me achei, aprendi a me amar mais. Foi um ano, construtivo.

Agora, 2015... Estou esperando você... E que você supere 2014, em todos os aspectos possíveis.

5 comentários:

  1. Clícia, muitos diriam que tudo faz parte de um tal crescimento pelo qual todos passamos, mas na verdade somente quem passa pode saber o que cada pequena ou grande coisa significa. Eu n sei o que move o ser humano. Que o seu ano seja melhor, com mais altos que baixos.

    ResponderExcluir
  2. Olá Clícia! Adorei sua retrospectiva. Fiquei chocada em relação ao pingo, sinto muito mesmo!
    Vou torcer para que seu ano seja ainda mais realizador, alegre e cheio de amor!
    Super beijo!

    ResponderExcluir
  3. Flor, todos nós temos esses altos e baixos ao longo da vida. Ainda passaremos por muitas coisas... bos e ruins. Cabe a nós tirarmos lições delas...

    Desejo um 2015 cheios de novos desafios!

    Beijos,
    A Mãe da Estela
    (http://amaedaestela.blogspot.com.br/)

    ResponderExcluir
  4. que seja um dia melhor que o outro!
    2015 ja é lindo
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. 2014 foi um ano conturbado tb na minha vida.
    Entrei na faculdade e conheci ótimas pessoas. Algumas delas estão fazendo eu ter uma "casa" na vida delas. Outras, estão me fazendo sofrer.
    Fora que ainda estou repensando essa atitude de ter começado a faculdade seguindo as ordens dos pais.
    Espero que esse novo ano seja regado a descobrimento e afirmação de quem eu quero ser.
    Que o seu ano seja maravilhoso, Cilícia. Bjs :*

    Http://peregrinodanoite.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Me conta o que você achou, ou então o que não achou... E se gostou ou não! ;) Adoro sua opinião!

Posts Relacionados

 
COPYRIGHT © NOVEMBRO 2014 Silêncio Que Eu To Lendo...
LAYOUT DESENVOLVIDO POR JÉSSICA GUEDES | ILUSTRAÇÕES POR JULIANA RABELO.