Páginas

18 setembro 2018

5 Músicas Para Ouvir Enquanto Lê os Seus Livros Favoritos


Ler é um dos maiores prazeres que tenho na vida, o segundo é comer - ligado à necessidade que temos, e ao prazer que o paladar pode nos trazer.

Existem os fãs da sétima arte, e existem os fãs da sétima arte criada. Misturando os elementos música e leitura, você pode ser transportado para onde quiser, basta imaginar.

Deixo abaixo algumas das músicas que eu gosto de ouvir durante as minhas leituras (compartilhe as suas comigo aí nos comments!)


1. Adele




Adele é, sem dúvida alguma, uma das mais influentes cantoras do século. E mesmo sem lançar novos discos desde 2016 (Álbum 25).

Que tal ler livros de fantasia escutando essa música linda!

2. Beyoncé




Os clássicos nunca morrem, Beyoncé está aí para provar isso. Halo, música da cantora norte-americana, lançada em 2009 não pode faltar na sua playlist.

Mais emoção para os seus livros de romance.

3. Rihanna



Também lançada em 2009, Take a Bow, da cantora Rihanna, trará mais drama para as suas leituras.

4. Eminem



Parece um pouco estranho colocar o rapper que 'cospe' líricas agressivas nessa lista, mas por que não?
Sua música Love The Way You Lie, com participação da já citada acima, Rihanna, é linda.

Jogue-se!

5. Wiz Khalifa




Perder um amigo dói, dói muito, mas o que vale mesmo é lembrar dos ótimos momentos que passamos juntos, das milhares aventuras que conseguimos sair vivos...


11 maio 2018

A Volta Dos Que Não Foram e Dica de Livro



Ao começar a ler meu último livro, acabei lembrando sobre a arte de escrever, ou sobre o Escrever é Minha Arte – o espaço onde, anos atrás, eu colocava pensamentos e ideias, especialmente sobre sentimentos e a vida.

Literalmente ressuscitando este espaço, vou aproveitar pra escrever algumas palavras, sejam dicas sobre qualquer âmbito da vida, ou mesmo palavras soltas sobre sentimentos.

E o post de hoje, é justamente uma dica, sobre o livro que comecei - Travessuras da menina má (2006).

Dica de livro - Travessuras da menina má 

Antes, um pouco sobre o autor!

O livro em questão é de Mario Vargas Llosa (Jorge Mario Pedro Vargas Llosa), um escritor, jornalista, ensaísta e político peruano, honrado com o Nobel de Literatura de 2010. Muitos dos seus escritos são autobiográficos, como "A cidade e os cachorros", "A Casa Verde" e "Tia Júlia e o Escrevinhador".

Travessuras da menina má 

Agora, sobre o livro! Travessuras da menina má (em espanhol, Travesuras de la niña mala) é uma obra de ficção, que narra uma história de amor repleta de referências a acontecimentos que marcaram o mundo durante a segunda metade do século XX.

Para quem gosta de romances, mas sem "clichês", ele é nada convencional, e  vai contando sobre Ricardo Somocurcio - um pacato peruano que, realizando um sonho de infância, vai morar em Paris - e Lily (ou Otília), a chamada "menina má" - uma garota ousada que ele conhece na década de 1950, em Lima, sua cidade natal.

Quem se interessar, o livro sai em média R$40 em livrarias, e no formato ebook, em média R$22.

Vale muito a pena!

Logo eu volto com mais dicas (que pode ser literalmente sobre tudo, até sobre fazer café, rs).

30 dezembro 2011

O Amor Existe: Observe


Hoje, uma sexta-feira, fria, chuvosa, meio triste.

Compromisso pela manhã, preguiça de sair de casa, caos no trânsito, acidentes, muita desordem.

A gente tem a mania de ver somente as coisas ruins, mas as boas estão lá também.

Eu, a linda Avenida Paulista, os prédios imensos, as pessoas indo e vindo, a chuva caindo, e um casal de idosos do meu lado.

Não pude deixar de observar.

Hoje mais que todos os dias da minha vida, percebi o que é amar de verdade, e o amor estava ali, lindo, maduro e eu pude vê-lo.

Um senhor, já velhinho, olhos azuis, cabelos grisalhos, pequeno e bem magro.

Sua esposa também velhinha, cabelo curto, toda pequenina.

Ele com todo o carinho do mundo, segurando em sua mão, atencioso a cada passo que ela dava ao atravessar a rua.

O cuidado, o olhar... Foi tão lindo ver que em meio a tantas coisas ruins no mundo, cenas como essa ainda podem ser vistas.

E o simples fato de poder ver tudo isso, me fez um ser humano mais feliz.

O mundo está diferente, tudo mudou, mudou muito, mas quem é que não quer ter alguém assim na vida?!

3ª Pessoa

Pequena, frágil, gentil, sincera, carinhosa, maliciosa, sorridente...

Adjetivos lindos, um tanto exacerbados. Visão ingênua de muitos, certeza de outros tantos.

Aquela que acredita na bondade alheia; que não sabe dizer não; que ama demais; que perdoa demais; que nada sabe; que busca sempre; que sente; que está a viver, e a não viver.

Ela tenta não se importar tanto. Ela tenta!

É feita de sorrisos e lágrimas.

Não gosta de ser controlada, nem manipulada, muito menos dependente.

Um tanto ajuizada, correta e humilde.

Não se iludam a princípio, as qualidades são muitas, mas os defeitos, ah os defeitos! Estão lá. E ela odeia quem acredita em perfeição.

Já foram muitos os caminhos trilhados, aventuras e muitos equívocos. Acertos também, obviamente.
Odiada por muitos, às vezes sem razões específicas.

Amadas por muitos, por todas as razões do mundo.

Gosta de alegrar o dia de alguém, mesmo que esteja na pior fase.

Reclama, faz pirraça, vira criança. 

Se estressa, se desculpa. Faz cara feia, caretas, caras e bocas.

Ciumenta, talvez possessiva, mas com limites impostos.

Perseverante, forte e entusiasmada.

Crente em Deus.

Nasceu falando e sorrindo. 

Acredita demais no ser humano. Ingenuidade sempre foi um ponto forte em sua personalidade.
Se magoa, perdoa logo em seguida, as vezes guarda rancor.

Pé no chão e sonhadora. É feita de tudo que acredita!

Bela interiormente, talvez exteriormente também.

Em busca de compreender a si mesma, e tornar-se cada dia mais feliz.

Por que felicidade sim, ela pode dizer, que tem mais que tudo nessa vida.

E quem ainda acredita que a conhece, equivoca-se.

Sempre deixa um pouquinho de si em quem passou por sua vida. Junte tudo isso, adicione todos esses temperos acima citados, e quem sabe assim, saberão ao menos a terça parte do que é ELA de verdade.

Saudade




Eu sinto saudade...

De pessoas que se foram;

De lugares que deixei;

De coisas que perdi;

De momentos que passaram.

Saudade de sentimentos, de ações, de amores, de amigos.

Saudade do que um dia foi meu.

Sinto falta da minha vida de ontem, mas terei o mesmo sentimento quando a vida de hoje se for.

Saudade pra mim é isso: é ser feliz pelo que foi bom, mas estar sempre grato pelo que está comigo hoje.

A vida não nos permite não sentir falta. Esse sentimento é o que mostra que um dia tudo valeu à pena.

E se não valeu: delete!

Nessa vida só vale ser lembrado de verdade o que nos marcou...

E uma coisa é certa: um dia tudo será saudade!

03 dezembro 2011

Palavras No Papel

Gostaria que a vida fosse como as palavras no papel. Agrupadas num pequeno espaço, onde se pode apagar os erros, refazer as partes indesejáveis. Onde as idéias fossem aceitas, nossa marca fosse positiva, e nosso rascunho se tornasse algo importante.

A vida poderia ser o papel que aceita nossos traços, mesmo que imperfeitos.

As pessoas poderiam ser as letras unidas, formando as preciosas palavras.

As vírgulas seriam o tempo que precisamos às vezes. Uma pequena pausa para se recomeçar.

Os pontos seriam nossa decisão de parar por ali, mudar o rumo.

Bem que nossa vida poderia ser isso. Mas talvez ela seja. Escrever parece mais fácil que viver. Porém, ambas as funções exigem de nós um pouco mais de coragem e confiança. Vamos chegar ao ponto final, voltar ao início, consertar os erros, transformar vírgulas em pontos, ou vice-versa, e saber que todas aquelas palavras agradecerão por estar ali naquele simples pedaço de papel, assim como a vida nos agradece por estarmos aqui, nesse mundo enorme.


19 novembro 2011

Aprendizados De Criança




Um dia ainda quando bem criança... Acreditava que a vida era fácil.

Acreditava em contos de fadas e que tudo era felicidade!

Cresci, pois o tempo me obrigou, e descobri que a vida tem sim seus mares de rosas, mas que nem tudo é felicidade;

Que você sofre até aprender a viver e sobreviver a todos os obstáculos;

Que você deve lutar e perseguir seus objetivos;
Mas que nunca deve colocá-los acima daquilo e daqueles que ama de verdade;

Que seus sonhos são importantes demais para não serem realizados;

Que nada em sua vida é mais importante que você mesmo; e que quando aprender a se amar, saberá amar os outros;

Que é preciso conviver com as diferenças, pois na realidade são elas que não deixam nossas vidas monótonas;

Que se um dia se arrepender de tudo que fez, pode ser tarde demais para voltar atrás, mas não para fazer certo no presente;

Que muitas vezes você se sentirá sozinho mesmo rodeado de pessoas;

Que precisará sofrer para aprender a ter forças;

Que sentirá muitas alegrias, quando consegui aprender com os erros e quedas durante o percurso;

Que você sofre até aprender tudo isso, mas que nada em sua vida é em vão... É sua bagagem para o final de seu conto de fadas real...

Essa é à volta a sua infância; porque na realidade é nesta fase que se aprende a acreditar em tudo que pode ser real na sua vida, nas coisas que te faz mais feliz;

...E no fim de tudo isso; deixei se ser criança; mas não no espírito,

Pois foi com meus olhos de criança, que aprendi que há muitas coisas belas;

E quando me sinto triste e achando difícil prosseguir,

Lembro-me que quando criança enfrentava tudo, pois com minha simplicidade me sentia super feliz por conseguir alcançar no topo daquela árvore a fruta que mais queria!

Por isso quero alcançar como adulta todas as “Frutas” que a vida me oferecer; Por mais distantes que estejam de minhas mãos...

‘Na simplicidade do olhar de uma criança, é que se enxerga o melhor lado do mundo!’