Páginas

30 dezembro 2011

O Amor Existe: Observe


Hoje, uma sexta-feira, fria, chuvosa, meio triste.

Compromisso pela manhã, preguiça de sair de casa, caos no trânsito, acidentes, muita desordem.

A gente tem a mania de ver somente as coisas ruins, mas as boas estão lá também.

Eu, a linda Avenida Paulista, os prédios imensos, as pessoas indo e vindo, a chuva caindo, e um casal de idosos do meu lado.

Não pude deixar de observar.

Hoje mais que todos os dias da minha vida, percebi o que é amar de verdade, e o amor estava ali, lindo, maduro e eu pude vê-lo.

Um senhor, já velhinho, olhos azuis, cabelos grisalhos, pequeno e bem magro.

Sua esposa também velhinha, cabelo curto, toda pequenina.

Ele com todo o carinho do mundo, segurando em sua mão, atencioso a cada passo que ela dava ao atravessar a rua.

O cuidado, o olhar... Foi tão lindo ver que em meio a tantas coisas ruins no mundo, cenas como essa ainda podem ser vistas.

E o simples fato de poder ver tudo isso, me fez um ser humano mais feliz.

O mundo está diferente, tudo mudou, mudou muito, mas quem é que não quer ter alguém assim na vida?!
Postar um comentário